Como eliminar pelo encravado ou foliculite?

Tempo de leitura: 7 minutos

Pelo encravado e foliculite são uma verdadeira dor de cabeça. Dói, coça e ainda deixa um aspecto estético terrível. Se você não aguenta e mexe na pele, já sabe que o resultado não é muito bom: surgem cicatrizes e manchas escuras. Dependendo do caso, você pode até deixar de lado as roupas mais curtas, com vergonha de que alguém veja as suas marcas. Mas você não precisa continuar vivendo assim.

E para te ajudar a vencer esta batalha, explicamos neste artigo qual é a maneira definitiva de eliminar os pelos encravados e a foliculite.

O que é pelo encravado ou foliculite?

 

Embora estes nomes sejam usados como sinônimos, o pelo encravado e a foliculite não são a mesma coisa.

O termo médico para o pelo encravado é pseudofoliculite. O pelo encravado é um pelo que, no início de seu crescimento, não consegue romper a pele. Pode crescer enrolado na camada mais externa da pele, chamada de epiderme. Ou pode se curvar e permanecer na derme, que é um tecido um pouco mais profundo, onde está o folículo piloso. Como consequência, a pele da região fica inchada, dolorida e endurecida. Ocorre também inflamação e a pele se torna avermelhada.

Já a foliculite é uma inflamação do folículo piloso que surge a partir de uma infecção por bactérias ou fungos. Mas também pode ser de origem viral. Pode assumir formas bem mais graves que o pelo encravado, chegando até a formar furúnculos. Na forma mais leve (superficial) da foliculite, a lesão se parece com uma espinha: região inchada, dolorida, que coça e é avermelhada. Além disso, a lesão tem pus e o pelo geralmente se situa no centro.

Parte da confusão com o nomes se deve ao sintomas parecidos e porque ambos os casos ocorrem principalmente na região da barba (em homens) e da virilha (em mulheres). Outras regiões onde pode haver pelo encravado e foliculite são as axilas, nádegas e coxas.

Tanto o pelo encravado quanto a foliculite podem deixar cicatrizes e criar manchas escuras na pele. Até porque, quase ninguém resiste a mexer na pele. E na tentativa de se livrar do incômodo, espremer a região acaba piorando a lesão, criando marcas que só podem ser removidas com tratamentos estéticos.

O que causa pelo encravado ou foliculite?

O pelo encravado pode ocorrer devido a:

  • espessura e formato do pelo ou tamanho do poro (pelo com maior facilidade para se curvar)
  • atrito causado pelo uso de roupas apertadas (engrossa a pele e dificulta rompê-la, fazendo com o pelo permaneça dentro da pele)
  • depilação com cera (afina o pelo e, assim, ele não tem força para romper a pele)
  • uso de lâminas de barbear (deixa o pelo mais grosso e afiado, e quando ele se curva, permanece na derme)

Com relação à foliculite, esta infecção pode se desenvolver quando são eliminadas as bactérias que protegem a pele. Exemplos de situações que criam um ambiente propício para a foliculite são:

  • excesso de suor (áreas onde a pessoa transpira bastante como axilas e virilha)
  • raspar os pelos com lâmina
  • depilar com cera
  • fricção da pele por roupas apertadas
  • uso prolongado e/ou indevido de pomadas com esteroides e antibióticos
  • baixa imunidade
  • banhos em piscinas aquecidas e banheiras com níveis inadequados de cloro

Como evitar pelo encravado ou foliculite?

Confira nossas 8 dicas para você prevenir os pelos encravados e a foliculite.

1. Evite desodorante roll-on

Visto que o roll-on acumula bactérias na esfera, este tipo de desodorante pode aumentar as chances de ocorrer uma infecção dos folículos pilosos nas axilas. Então, tente evitar o roll-on para prevenir a foliculite.

2. Lavar mais as mãos

Procure adotar o hábito de lavar as mãos com uma frequência maior. Por exemplo, quando você chega da rua, suas mãos muito provavelmente estão contaminadas. E se você tocar a região dos pelos encravados ou da foliculite com as mãos assim, poderá piorar a situação da sua pele. Afinal, você estará transferindo uma carga de bactérias e fungos a um local que já está inflamado.
Outra coisa que pode ajudar é usar sabonetes antissépticos. Eles possuem efeito higienizante e conseguem diminuir a oleosidade da pele e a inflamação dos pelos.

3. Evite usar roupas justas por tempo prolongado

Quando usadas com muita frequência, as roupas mais apertadas, como as de academia, causam muita fricção na pele. E como uma resposta de defesa, a pele pode se tornar mais grossa. Então o pelo terá dificuldade para romper a pele e pode acabar encravando ou dando oportunidade para uma foliculite.

4. Evite usar pomadas contendo antibióticos por muito tempo

Os antibióticos não devem ser usados por tempo prolongado, pois podem eliminar bactérias protetoras. Sem a proteção natural do corpo, a pele fica mais suscetível a infecções, como a foliculite. Dessa maneira, o mais indicado é utilizar antibióticos apenas pelo período recomendado da receita médica.

5. Troque o biquíni ou sunga molhada logo depois de sair da água

Usar roupas molhadas por muito tempo pode facilitar o desenvolvimento de foliculite, pois a umidade é propícia para o crescimento de fungos e bactérias. Portanto, ao sair da água, é uma boa ideia se secar e trocar de roupa o mais rápido possível.

6. Faça esfoliação e hidrate a pele

Esfoliar é uma ótima maneira de tornar a pele mais fina e promover a renovação celular. Isso ajuda bastante a evitar os pelos encravados e a foliculite. E para completar, um creme hidratante ou óleo essencial, correto para o seu tipo de pele, pode cicatrizar as lesões e atuar como anti-inflamatório e anti-séptico.

7. Procure usar roupas com tecidos mais leves

Como mencionamos anteriormente, o excesso de suor é uma das causas da foliculite. Então seria interessante usar roupas de tecidos mais leves, que permitam que a transpiração evapore facilmente.

8. Evite depilar com cera

A depilação com cera é um dos grandes vilões para quem sofre com pelos encravados e foliculite. Como a cera é bastante utilizada por mulheres, geralmente em áreas íntimas, estas regiões são as mais afetadas. E nós sabemos que não é nada agradável ter cicatrizes e manchas escuras em regiões delicadas, que fazem parte da autoestima da mulher. Então evite sempre que puder este tipo de depilação.

Como acabar de vez com o pelo encravado ou foliculite?

Enquanto existir pelos, vai ocorrer foliculite ou pelo encravado. Afinal, diante de tantas causas, é muito difícil evitar todas elas, em todas as regiões do seu corpo. Então a solução definitiva para o pelo encravado e a foliculite é a depilação a laser. Esta técnica consiste em um tratamento estético altamente eficaz, que elimina as células responsáveis pela formação do pelo.

Isso significa que depois das sessões de depilação a laser, o seu pelo não nascerá novamente. Não chegará nem mesmo a começar o crescimento, pois as células da sua raiz serão eliminados com o laser. E sem pelo, você ficará livre da foliculite e dos pelos encravados. Além disso, as manchas escuras irão diminuir, pois o laser tem efeito clareador.

Se você ainda não conhece a depilação a laser, CLIQUE AQUI e venha fazer uma avaliação gratuita aqui na TopLaser. Utilizamos os melhores equipamentos do mercado e temos como prioridade o seu conforto e bem-estar. Ficaremos muito felizes em ajudar você a ter a pele que sempre sonhou!

Quero Agendar Minha Avaliação Gratuita!

 

arrow